Mais do que educada, a fonte Margem é questionadora

Fontes em Uso

A mais respeitada publicação voltada à educação do país, a Nova Escola, adotou a fonte Margem em seu novo projeto gráfico criado pelo estúdio Laboota.

Palavras bem escolhidas merecem letras bem escolhidas, já dizia Robert Bringhurst. A tipografia existe para honrar o seu conteúdo e não há nada mais nobre e com poder de transformação do que a educação.

 

“Já vi minhas tipografias sendo utilizadas em faixas pedindo intervenção militar, então, esta escolha é uma espécie de redenção.” – Fabio Haag

O novo projeto gráfico modernizou a aparência e alinhou o visual da revista com o dinamismo que o novo projeto editorial pedia, conforme o estúdio Laboota. Na versão exclusiva para a Nova Escola, a fonte Margem teve a letra ‘g’ modificada para uma forma mais convencional, colocando a legibilidade e acessibilidade em primeiro lugar.

“A Margem se mostrou extremamente adequada e versátil como fonte principal do novo projeto da Nova Escola, facilitando a leitura tanto em títulos mais convencionais, como em letterings mais criativos. Sem contar que ela é bem moderna e trouxe o frescor ao visual que queríamos para revista.”- Alexandre Lucas, Diretor de Criação da Laboota.

A licença de uso corporativa permitiu a distribuição e uso sem qualquer tipo de restrição das fontes Nova Escola, o que foi fundamental para que a expressão visual pudesse ser implementada com sucesso, do impresso ao digital, sem limitações ou preocupações com o licenciamento.

Visite a Nova Escola

Conheça o estúdio Laboota

Descubra a fonte Margem em todos os seus estilos


Notícias relacionadas